Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Mãezinha ....Como você faz falta

Eu publiquei esse desabafo um mês mais ou menos após o falecimento da minha mãe, incrível como soube expressar a minha dor e as palavras ditas naquele dia, quando o mundo se acaba não tem volta de fazer de novo. Até hoje não acredito que você se foi para mim você virou o meu anjo da Guarda. Quando sonho com você fico que nem criança não saio de perto de você. Com você vi que a vida é muito frágil quando a doença habita o nosso corpo e devemos nos cuidar sempre. Chega dezembro de todo ano fico pensativa, lembro-me de fatos, conversas, segredos e desabafos de mãe e filha, cada passo que você dava eu não sabia o que fazer...Nesta data de 11/01/2011 foi uma época difícil e doloro e em 2016 faz 5 anos. Não acredito...11/01/2011 - A despedidaEssa música é a ulitima que eu ouvi antes de receber a nóticia, concidencia, não é? Pois eu amo essa música...
Todos os dias,as 18:55 eu limpo a minha aréa de trabalho e fecho a loja, é incrivel que em apenas 5 minutos, o meu dia acabou em lágrimas... R…

"Reflexões anônimas"

"Há momentos em nossas vidas que nos sentimos pequenos, fracos, inseguros e incapazes de reagir e vencer algumas dificuldades que vivemos. Já aconteceu isso com você? Mas quando paramos um pouco e olhamos para “dentro de nós”, percebemos quantos obstáculos, quantas barreiras, quantos nãos, quantos momentos difíceis já vencemos. Percebemos a força, a capacidade, o poder que existe dentro de nós. Então, percebemos que escondido atrás deste gigante chamado medo, chamado dúvidas e incapacidade que acreditamos ter, esta a nossa capacidade de vencer. Quando fazemos esse momento de reflexão da nossa capacidade, das nossas conquistas, dos momentos difíceis que já vivemos e vencemos, fica muito mais fácil enfrentar o momento atual, pois percebemos que é apenas mais um que será vencido. Percebemos que os gigantes somos nós que já vencemos tantos outros problemas e não vai ser o problema atual que vai nos derrotar. Portanto: quando se sentir incapaz, se sentir inferiorizada, pare por um ins…