sábado, 12 de dezembro de 2015

Mãezinha ....Como você faz falta

Eu publiquei esse desabafo um mês mais ou menos após o falecimento da minha mãe, incrível como soube expressar a minha dor e as palavras ditas naquele dia, quando o mundo se acaba não tem volta de fazer de novo. Até hoje não acredito que você se foi para mim você virou o meu anjo da Guarda. Quando sonho com você fico que nem criança não saio de perto de você. Com você vi que a vida é muito frágil quando a doença habita o nosso corpo e devemos nos cuidar sempre. Chega dezembro de todo ano fico pensativa, lembro-me de fatos, conversas, segredos e desabafos de mãe e filha, cada passo que você dava eu não sabia o que fazer...Nesta data de 11/01/2011 foi uma época difícil e doloro e em 2016 faz 5 anos. Não acredito...

11/01/2011 - A despedida

Essa música é a ulitima que eu ouvi antes de receber a nóticia, concidencia, não é? Pois eu amo essa música...
Todos os dias,as 18:55 eu limpo a minha aréa de trabalho e fecho a loja, é incrivel que em apenas 5 minutos, o meu dia acabou em lágrimas... Recebir um telefonema da enfermeira da ambulancia que foi buscar a minha mae...

Boa tarde gostaria de falar com a Tanatia!
Sou eu...

Sua mae estar muito mal, muito mesmo, fizemos td dereitinho , mas ela nao aguentou nao, viu??
vc esta bricando isso é uma brincadeira!!!
Nao acredito nao!!!!

Ela teve uma hemorragia!!!
Me desculpa, mas eu vou desligar...

Desliguei....E de la para ca... estou em estado de nem querer falar com ninguem,
caso vc fique sabendo nao me ligue nao estou bem, deixe um recado ...bjs

Cine
As Cores

O vento bate a porta e não me engana mais
A decoração branca não me satisfaz
Eu queria estar no seu lugar, mas não estou

Acham que enlouqueci
Perguntam de você pra mim
E eu tento dizer que esta tudo bem

Estou igual, vivendo o irreal
Perguntei do final, pras flores
As flores, são parte do total
Já se tornou banal
Me sentir mal
Me sinto mal

As cores lá fora, me disseram pra continuar
Elas me disseram pra continuar
(E eu já superei)

Mas eu queria suas mãos nas minhas
Revelar as fotos que tiramos e ninguém sabia
Da sua partida (da sua partida)

E se foi, se jogou num mar aberto de ilusões
E as ondas te acertaram como eu planejei, eu exagerei

Um sentimento tão forte
Eu sei que tive sorte (aquilo não era o que eu sou)
Agora sei muito bem quem sou
E o que me tornou

Tão igual, vivendo o irreal
Perguntei do final, pras flores
As flores, são parte do total
Já se tornou banal
Me sentir mal
Me sinto mal

As cores lá fora, me disseram pra continuar
Elas me disseram pra continuar
(E eu já superei)

Mas eu queria suas mãos nas minhas
Revelar as fotos que tiramos e ninguém sabia
Dessa sua partida (da sua partida)

[ Tudo que eu penso parece que é você
Eu tento outros meios, mas não vou esquecer]

Tudo o que eu falei
Eu te fazia chorar, não te ouvia falar
Só te peço perdão
Hoje canto pra que ouça

"Reflexões anônimas"

"Há momentos em nossas vidas que nos sentimos pequenos, fracos, inseguros e incapazes de reagir e vencer algumas dificuldades que vivemos. Já aconteceu isso com você? Mas quando paramos um pouco e olhamos para “dentro de nós”, percebemos quantos obstáculos, quantas barreiras, quantos nãos, quantos momentos difíceis já vencemos. Percebemos a força, a capacidade, o poder que existe dentro de nós. Então, percebemos que escondido atrás deste gigante chamado medo, chamado dúvidas e incapacidade que acreditamos ter, esta a nossa capacidade de vencer. Quando fazemos esse momento de reflexão da nossa capacidade, das nossas conquistas, dos momentos difíceis que já vivemos e vencemos, fica muito mais fácil enfrentar o momento atual, pois percebemos que é apenas mais um que será vencido. Percebemos que os gigantes somos nós que já vencemos tantos outros problemas e não vai ser o problema atual que vai nos derrotar. Portanto: quando se sentir incapaz, se sentir inferiorizada, pare por um instante e faça um momento de reflexão. Coloque em uma folha de papel o maior numero de situações difíceis que você já venceu, veja o que você fez para vencer, de quem você recebeu ajuda e como se sentiu após a vitória. Você vai perceber que será capaz de vencer mais esse obstáculo. Não perca tempo pensando no problema, quanto mais você gasta seu tempo pensando no problema, maior ele fica. Pense na solução, gaste seu tempo com a solução, imagine o prazer, a alegria que você vai sentir e o orgulho que vai causar nas pessoas que te amam ao ver você vitoriosa. Lembre-se: Você pode vencer mais essa! Quando conquistar a vitória. Convide as pessoas que você ama para comemorar mais essa conquista. Lembre-se: VOCÊ PODE VENCER!  "